28 de jan de 2009

você

Rapidamente as lagrimas cessaram , um sorriso como que por acaso surgiu em meu rosto, e meus olhos encontraram os seus pelo caminho, tudo que preciso descobrir agora é o caminho que me levara a ti.
Não sei se quer o seu nome, mas, decifro seu sorriso. A meus sonhos te buscam. Não, você não precisa me amar, você só tem que deixar que eu te ame, e todo resto, será resto.
Sua pele atraem meus extintos, seu sorriso me leva a loucuras, e seus olhos me trazem paz. Suas lagrimas me atingem nessa minha prisão, meus pensamentos querem apenas pensar em você.
Devotamente chamo seu nome nas noites frias, escrevo poemas para você... Busco-te simplesmente. Procuro sempre um saida desse sentimento doce e cruel.
(rick rosa)

longe

Meus pés tocam o chão frio, e o que sei eu de você agora? Você está tão longe, e eu acordo muitas vezes querendo que você estivesse nesse quarto, sempre tão escuro. Cada vez que penso em você meus olhos ficam úmidos. Perdi as contas de quantas vezes eu te quis esta semana, hoje é segunda. Meus cabelos sentem a falta de suas mãos pequenas neles, como sinto falta daquelas madrugadas frias, o qual meu corpo de esquentava, hoje a madrugada será fria, como todas tem sido, e não a cobertor que aqueça um coração triste. Sentado na areia vejo seus olhos sempre tão tristes, eles já sorriram pra mim, eu te quis, e hoje eu te quero, acho que sempre te quero.
É tudo tão mais triste aqui em meu peito.
(Rick rosa)

saída?


Meus olhos se fecharam, minha boca balbuciou seu nome, é o ultimo beijo, a ultima noite, o ultimo amor.
Aqui entre essas paredes se findam nossas paixões. Pensei nesse fim enquanto vinha pra cá durante o ultimo cigarro, pensei que depois da nossa ultima transa encerraria, só que você só saberia depois, quando eu estivesse procurando meu cigarro, pensando onde beber ee indo em direção da porta.
E agora estou aqui parado sentado nessa poltrona e não tenho a minima ideia do que fazer você esta dormindo na cama, enquanto você esta dormindo, vejo um pequeno sorriso em seus labios. Acho que acabo de descobrir que te amo. O relogio marca seis horas da manhã, a maior parte da noite, fiquei aqui parado vendo você dormir. É eu melhor eu ir, meus cigarros acabaram, e logo você acordara estara com fome, vai precisar comer algo. Essa noite descobri que te amo, e essa manhã de farei saber de meu amor.
(rick rosa)

nada

Seus olhos perfuram meus pensamento... e então busco seus labios , eles não estão lá. E então tomo mais um gole. Você nunca esta. E eu sempre fico pra trás, e meus pés vão sem direção e a cebeça só vai, os olhos procuram algo , o que ? não sei ainda ,no entanto, continuo buscando , e por que não buscar?
Todos estão por ai, e eu por aqui , sem nenhum dinheiro , sem trabalho e sem amor. E as vezes fico feliz de não ter porra nenhuma , pelo menos assim não corro o risco de sair perdendo. E tudo que escrevo, talvez milhares leram, mas, só depois que eu morrer.
Não luto pra viver, apenas vivo. Não lutarei contra a morte, apenas morrerei. Vou vivendo, e as me iludo com se isso fosse bom, como de fato é algumas vezes.
Quando eu morrer não importara o tanto de palavras que escrevi, ou quantas letras digitei, muito menos o que vivi, só se torna heroi de fato quem morre.
O tempo escorre esternidade a dentro, o universo se expande pra em algum momento retroceder... e por mais infinito que seja o universo, e que o fim é anunciado, e que tudo morre, ainda fazemos questão de sermos eternos, queremos que o amor seja eterno.
Só o que sobra para nós é o fim, tudo acaba um dia com acabou esse texto depois de 242 palavras e você nem percebeu.
(rick rosa)

lagrimas


Quantas lagrimas fugiram de meus olhos nesse últimos anos? Conhecer-te foi meu paraíso, foi meu inferno.
O seu cheiro ainda esta em meu nariz e minhas mãos sentem sua pele lisa. Você esta tão longe, e por mais que eu não te queira mais, ainda te quero.
Você é o grande amor que nunca terei, e na minha velhice eu ei de recordar de você como o grande amor que não vivi.
Tudo que eu sempre quis foi você, e de você só me restaram palavras tristes e algumas imagens... O tempo te arrancou de meus braços, e em muitas manhãs o que me faz levantar da cama é um fio de esperança de ainda te ter, e isso acaba com o passar dos minutos.
Minha vida sem você é triste, e eu não consigo me adaptar a sua ausência o melhor a fazer é parar de escrever, pegar minha blusa, dar uma volta, ver se fumo um cigarro ou se bebo alguma coisa, a merda é saber que quando eu voltar pra dormir você ainda vai estar aqui em minha mente.
(rick rosa)

grito


Eu tenho gritado seu nome, tenho buscado em minhas lembranças cada detalhe de seu rosto. Odeio esse sentimento em meu peito. Queria ter ficado calado naquele dia, queria que você tivesse ficado calada, creio que ainda assim de nada adiantaria, meus olhos dizia tudo o que você queria ouvir, quantas vezes seus olhos me buscaram???não adianta negar, meus olhos te suprenderam milhares de vezes. Nãoimporta onde você esteja agora, sempre serei o que de fato você ama. Você não pode me esconder em seus pensamentos, eu sei que estou lá.
(rick rosa)

17 de jan de 2009

bebidas/amores


Paixões e amores são como bebidas, você aprecia enquanto os tem no copo, e quando acaba, você lava o copo e enche com outra e bebe tudo de novo.
(rick rosa)

os dias

Mal cheguei, e meu peito já se encheu de tristeza, seus olhos nada me diz...uma lagrima tentou fugir de seus olhos, logo em seguida um sorriso também tentou fugir.minha cabeça baixou, virei e fui, pra onde não sei.
Aas palavras perderam todo o sentido, são só lembranças de um passado teatral , as vezes penso que nada foi real, nem os beijos, nem o amor. Tudo agora parece ter sido superficial.
Todos estão lá, a sorrir, e, eu estou aqui a sentir uma dor que já não tem limites.
Peço a mim mesmo para acordar desse pesadelo, e só agora percebo que estou acordado por que a dor é tão real, quase palpável, e percebo que aquela alegria que tínhamos isso era uma utopia. Ouvir que você me ama já não faz sentido.
No relógio vejo o tempo passar lentamente, e cada canção é um suplicio.
A madruga se vai, e o sono não vem, quero acordar, mas, não estou dormindo.
E entra essas paredes não a um deus se quer, e é melhor que seja assim, não quero me sentir culpado de porra nenhuma.
Meus lábios sentem saudades dos seus, e balbucio seu nome baixinho e com os olhos fechados. É estranho como nos humanos patéticos, continuamos amando mesmo depois de ser machucados, queria poder mandar em meus sentimentos e enquanto não posso vou sentir essa pequena imensa dor por muito tempo.
(rick rosa)

noite/amor

Na noite fria meus olhos te buscavam te encontravam, e era só isso e nada mais... e eu queria abraçar seu corpo e beijar seus lábios.
Não, o que eu estava sentindo de fato,não era amor ,muito menos alguma espécie de paixão súbita ...era apenas desejo, simplesmente desejo. Eu queria e quero seu corpo nu junto ao meu, o suor escorrendo de nossas peles, beijos por todo o seu corpo, mãos deslizando pela suas costas, cintura, pernas, cabelos e por fim tocar seu sexo com a mãos,como os lábios. Explorar cada centímetro do seu corpo.
Te fato não te amo, apenas quero fazer o amor acontecer entre quatro paredes.
(rick rosa)

palavras

Seus olhos perfuram meus pensamento... e então busco seus labios , eles não estão lá. E então toma mais um gole. Você nunca esta. E eu sempre fico pra trás, e meus pés vão sem direção e a cebeça só vai, os olhos procuram algo , o que ? não sei ainda ,no entanto, continuo buscando , e por que não buscar?
Todos estão por ai, e eu por aqui , sem nenhum dinheiro , sem trabalho e sem amor. E as vezes fico feliz de não ter porra nenhuma , pelo menos assim não corro o risco de sair perdendo. E tudo que escrevo, talvez milhares leram, mas, só depois que eu morrer.
Não luto pra viver, apenas vivo. Não lutarei contra a morte, apenas morrerei. Vou vivendo, e as me iludo com se isso fosse bom, como de fato é algumas vezes.
Quando eu morrer não importara o tanto de palavras que escrevi, ou quantas letras digitei, muito menos o que vivi, só se torna heroi de fato quem morre.
O tempo escorre esternidade a dentro, o universo se expande pra em algum momento retroceder... e por mais infinito que seja o universo, e que o fim é anunciado, e que tudo morre, ainda fazemos questão de sermos eternos, queremos que o amor seja eterno.
Só o que sobra para nós é o fim, tudo acaba um dia com acabou esse texto depois de 242 palavras e você nem percebeu.
(rick rosa)