19 de set de 2010

O cinza do céu contrasta com o azul de seus olhos. Olhos estes carregam as minhas vorazes utopias, e seus estranhos medos, e uma dor filha da puta parece rasgar meu peito, quero fumar um cigarro, lembro que estou tentando parar...O neblina começa cobrir a noite(será que amanhã, fará sol?)tenho a madrugada inteira pela frente, e sei que você durante a madrugada invadira minha mente, será como uma espada fincando na minha nuca...foda-se, foda-se, foda-se...só quero te amar, e já que não posso quero que tudo vá pro diabo que o carrege...ainda estou aqui

6 de set de 2010

meus braços se esticaram em sua direção...e nada conseguiu encontrar...mas, a vida não é a porra de uma novela da globo, não há roteristas pra escrever uma historia que de certo no final, no entanto, quer saber foda-se, de todo amor que tive, que senti, tive que sentir sozinho, vive-lo sozinho, e toda tristeza passei com amigos,cigarros e bebidas...agora que as cortinas se fecharam, só me restaram os cigarros e as bebidas.
é só mais uma noite fria na velha são paulo, é só mais um cigarro que acendo para tentar distrair a mente enquanto destruo pulmão. o inferno esta logo ali, e o paraiso bem ele pode estar bem mais perto do que a gente pode imaginar...porra, vou parar de escrever...se não vou assumir uma felicidade repentina que bateu