2 de jan de 2013

pão com ovo



Um pão com ovo, com gema mole, dentro de um pão francês, o famoso beirute de pobre, um copo de café, forte, por favor...isso é tudo por enquanto...olhar pela janela e contemplar a paisagem cinzenta que só as grandes cidades podem nos proporcionar, as pessoas a passar, e eu comendo lentamente, penso a historia, e penso na minha historia, um pão com ovo, como as coisas vão e voltam, e não é só esse lanche, é quase tudo, e aquela coisa filosófica do eterno retorno do mesmo, só que diferente, que já me manteve acordado algumas madrugadas...e mais uma vez, bem algumas coisas voltaram, tem algo diferente, outras nem se diferem...mas, vamos caminhando...
É só mais um cigarro em meio a madrugada, vontade de estar em outro lugar ,talvez, ou outro lugar exatamente aqui, esta tudo estranhamente bem,  tantos erros cometidos por  mim e contra mim, me deixaram mais resistentes , não é qualquer merda que me deixa mal, pensar as vezes me deixa pra baixo, como sou um cara que nunca sonhou em ser rico, tenho quase tudo que preciso, e acima de tudo tenho minha liberdade.
Meu vocabulário nem um pouco rebuscado, vão preenchendo os espaços em branco, produção literária fajuta no fim da madrugada, mas, a hora vão passando de maneira precisa e feroz... é madrugada, e bem naquela hora que o vazio tenta completar o que falta, a ausência muitas vezes preenchendo espaços...dei uma trégua pra mim, só quero um pouco de paz...sei o me falta, sei o que busco. Tenho objetivos flexíveis, garota, e to passando pela vida sem muito pressa...