18 de set de 2008

voz

Sua voz suave me desperta da utopia de não ser,
E então desperto e disperso,
Não há nada em mim que seja meu, nada que seja seu...
E eu não tenho palavras, quero apenas escutar sua voz,
Ela é macia e suave,me consola , me confunde...
Quem és? Quem és?
Pergunto quem és, pois já não sei quem sou, e parece que não cabe a mim saber...
(Henrique rosa)

uma dose desespero com duas pedras de gelo



Desce-me mais outra dose por favor...
A cada gole que desce em minha garganta, me sinto com o corpo um pouco mais dormente. Minha boa e velha mente pergunta sobre o desespero humano diante da dor...a dor física, a dor suave de existir...
Mais uma dose...
Uma dor corroendo o estomago, como se ratos estivessem se alimentando das tripas...o que fazer?ouço passos...alguém se levantou da cama...vou lá ver...já volto...melhor acabar com esta dose antes de ir...
Voltei...
Outra dose...
Não tinha se levantado , apenas se ajoelhou na cama e encostou a testa no colchão...olhou para mim, e em seu rosto vi a aparência de que é se esta no inferno...a sua boca se abriu lentamente e balbuciou uma perguntas(sempre elas) ..e me disse; “por que eu?qual é o propósito disso tudo?”.e eu não tive respostas
(Pausa para um grande gole)
Pensando bem, agora tenho uma resposta(ei meu copo esta vazio) ...talvez eu devesse responder; “não há nada sério em mortalidade: tudo é apenas “brinquedo”:renome e graça já não existem” .não, acho que não seria uma boa resposta.
Uma dose mais, e me traga algumas cervejas...
É só a morte mais nada, todos irão morrer, eu e você, não há exceção. E é estranho pensar que um dia iremos deixar de ser...
Na hora da dor física todos clamam por seus deuses, e de nenhum deles obtêm respostas...
Mas acho que nada se compara a dor existencial...pois, não pode , nesse caso nem se iludir clamando por deuses...os deuses já não existem... ai o desespero...
A realidade divina é surreal, e já não consigo me iludir na espera de um paraíso ou até mesmo um inferno...e não consigo , dizer para alguém que sofre e grita: “ai meu Deus , me ajuda”, a esse não consigo lhes dizer que há um paraíso ,mas também não consigo dizer (um grande e guloso copo): “Seu Deus bondoso não ira de atender, e se você morrer agora simplesmente deixara de existir, e não existira em nenhum outro lugar.”
Encho o copo lentamente, o coloco em cima da mesa, abro uma cerveja, bebo cada ml da garrafa como se fosse o ultimo, e então volto-me para o copo e degusto o seu liquido ...de canto de olho observo em um livro aberto algo que se destaca, deixo o copo, pego o livro e então leio:
Do desespero consciente da sua existência;consciente dum eu de certa eternidade; e das duas formas desse desespero,uma na qual se deseja, outra na qual não se deseja ser si próprio .
(Rick rosa)

11 de set de 2008

pensamentos 3

"quando certa manhã acordou Gregor Samsa acordou de sonhos intranquilos , encontrou-se metarmofoseado num inseto mostruoso .Estava deitado sobre suas costas duras como couraças e,ao levantar um pouco a cabeça, viu seu ventre abaulado, marrom, dividido por nevuras arqueadas, no topo do qual a coberta, prestes a deslizar de vez, ainda mal se sustinha. suas numeorsas pernas, lastimavelmente finas em relação ao corpo com o volume do resto do corpo, tremulavam desamparadas diante de seus olhos
- O que aconteceu comigo?-pensou"
pro diabos quem nunca se sentiu estranho a si mesmo , e não fez a mesma pergunta.
(kafka e rick rosa)

pensamentos 2

Meus passos vão lentamente em direção a esquina escura...minha mente se questiona? E penso sobre a morte. Sempre ela ,ficamos assustados quando percebemos, que ela é real...e por conta disso a humanidade criou seus deuses e promessas de uma vida pós morte...que independente de um paraíso ou não , a idéia foi não deixar de existir...a vida é uma... E por mais que negamos,quantos de nós realmente pararam para pensar em sua própria morte?Pensar que um dia virá deixa de ser?
E aqui estou a caminhar em busca de um nada, tudo é tão finito...parece me muitas vezes que só o passado é infinito...já o futuro tem o seu fim todas as vezes que despertamos de nossos sonhos .
Amores, dinheiro, paz... o que tenho buscado?não sei.
Tenho a sensação que tudo esta completo quando esta incompleto...ninguém tem que buscar a perfeição...o perfeito está no imperfeito, por que quanto se acha o estado perfeito ele parece meio imperfeito , é uma busca pro nada...
Ninguém é perfeito e isso tudo mundo já sabe, o diabo é saber porque escrever ,um monte coisas que ninguém parece ler.
(rick rosa)

pensamentos 1

Uma dança louca de pensamentos e mais uma vez solidão, dançar ou apenas caminhar em silencio na chuva?
Não há mais nada. Nunca houve ,e, sempre esteve lá. No silencio, na escuridão...honestamente...não sei

(rick rosa)