30 de dez de 2010

me perco em meio a cura...corro, busco um sorriso qualquer...não há mais alegria diante da realidade...só espero que seu sorriso ao menos seja real...tudo se perde na estranheza de um quarto sujo...a luz do isqueiro ilumina meus olhos humidos, os livros velhos na estante não querem ser lidos,o cinzeiro cheio de bitucas mostram uma solidão que me consome...minhas escritas somem, e todo sentido parece perdido em trago...e tudo some em um sorriso bêbado na madrugada, e tudo se acaba repentiname...

26 de dez de 2010

a chuva cai violentamente, acendo um cigarro, e fico vendo os carros passarem, em minha cabeça a porra de um sentimento me atormenta, só pelo fato de não saber se é bom ou ruim...mais estou aqui e que se foda, amar pode ser ruim, mas, vou aproveitar enquanto me faz bem...

noiite9

Uma estranha saudade atormenta minha mente, me embriago, faço qualquer coisa para não sentir o que começo a sentir...seus olhos parecem me perseguir, vejo eles, até quando não os quero ver.sonhei com um beijo seu, acordei tentando imaginar qual seria o gosto dele. Seu perfume ainda me arrepia quando lembro dele...não sei o que sinto mais acho que te quero.

19 de dez de 2010

noite 8


É tudo um sonho louco na qual desperto e me deparo com meu maço de marlboro(ou seria lucky strike?), vou para fora, acendo um cigarro, e fico tentando achar alguma lógica em você estar no meu sonho...não há lógica. Você se desfaz na minha fumaça e me vê, e no fundo de meus olhos você vê uma mentira desabar como aquelas torres idiotas. Eu sou um junkie qualquer, só quero minha cerveja, meus cigarros, uma musica e meus livros, bem pra mim, meu mundo desse jeito era o suficiente , agora me aparece você, me mostrando que falta algo, não quero nem amar, nem me apaixonar, e confesso sou cusão para as coisas do coração, mais em seus olhos vejo uma esperança como a muito não via...nesse momento quero um beijo seu...um beijo

15 de dez de 2010

noite 7

Pela manhã um taça amarga de tristeza desce goela abaixo, depois de pensar um pouco ainda na cama chego a conclusão; FUDEU. É só mais um dia qualquer, é só mais um dia de bosta. Repleto de pessoas indo e vindo, todas fodidas, umas mais outras menos,mas, fodidas. Pensar é uma merda, e isso é só mais um dia qualquer, e minha tristeza de hoje não pode impedir que outros dias virão.

14 de dez de 2010

noite 6

Medo, puro e simples medo, um cagaço desgraçado, puro medo. Fugir daqui ou de acolá, simplesmente fugir. Um pouco de qualquer coisa que não me faça ter medo, nem vontade de fugir. Não quero perder o que nem tenho, mas, me sinto com medo de perder. “Vê se não fode com tudo”-resmungo pra mim mesmo. Me viro e tento dormir...procurando seu gosto. Procuro um a cerveja, um cigarro e quem sabe um beijo. É só um velho animal procurando um pouco de paz. “paz pra que?” resmungo novamente. Cai a temperatura, cai a noite e cai um copo e se quebra no meio da sala.

Rick Rosa